• áreas de atuação
  • denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • protocolo
  • autenticidade de documentos
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • lgpd
    • 01.12 calendário
    • Entre em contato com o MPT sem sair de casa

    • Balcão virtual 2
    • 05.10 cadastro
    • peticionamento eletrônico - destaque
    • Procurador-chefe do MPT-PR para o biênio 2023-2025 é empossado em Curitiba/PR

    Escala de plantão para medidas urgentes - Fevereiro/2024

    (Curitiba, 02/02/2024) Atendendo à Resolução do Conselho Superior do Ministério Público do Trabalho, a Procuradoria Regional do Trabalho da 9ª Região mantém atividades em sistema de plantão para medidas urgentes.

    Consideram-se medidas de caráter urgente aquelas que, sob pena de dano irreparável ou de difícil reparação, necessitarem de apreciação, inadiavelmente, fora do horário do expediente das unidades da PRT9. A providência deverá objetivar afastar dano iminente, com a demonstração objetiva de que fora inviável a dedução do requerimento respectivo no horário de expediente.

    Clique aqui para acessar a escala de fevereiro de 2024.

    Justiça do trabalho condena empresa Copacol por assédio moral e sexual contra jovens aprendizes

    (Curitiba, 1º/02/2024) Atendendo a pedido do Ministério Público do Trabalho (MPT) no município de Umuarama-PR, a Justiça do Trabalho condenou, em sentença proferida no dia 18 de janeiro de 2024, a empresa Copacol - Cooperativa Agroindustrial Consolata a pagar 800 mil reais a título de indenização por dano moral coletivo, por prática de assédio moral e sexual contra jovens aprendizes em um supermercado controlado pela cooperativa em Goioerê-PR. Além da indenização, o estabelecimento terá que adotar medidas para que seus empregados e suas empregadas sejam corretamente orientados em relação ao tema “assédio” no ambiente de trabalho, bem como contem com um sistema efetivo de denúncias em caso de importunação moral e/ou sexual.

    Trabalhadores resgatados em condições análogas à de escravo recebem indenização e retornam ao Paraguai

    (Curitiba, 30/01/2024) Os trabalhadores paraguaios resgatados na última segunda-feira (23/01) em condições análogas às de escravo no município de Icaraíma-PR foram indenizados por integrantes da cadeia produtiva ligada à produção do local onde ocorreu o resgate e já retornaram às suas cidades de origem. O pagamento das indenizações, negociado na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT) no município de Umuarama, foi realizado na quinta-feira (25/01), e o retorno dos trabalhadores ao Paraguai teve o apoio do Batalhão de Fronteira da Polícia Militar do Paraná (BPFron) e do Consulado paraguaio no município de Guaíra.

    Catadoras e catadores de material reciclável apresentam ao MPT-PR cláusulas de edital da Prefeitura que dificultam a contratação de cooperativas

    (Curitiba, 25/1/2024) O Ministério Público do Trabalho no Paraná (MPT-PR) recebeu, em 24 de janeiro, mais de 100 representantes do movimento de catadoras e catadores de materiais recicláveis em Curitiba. Durante reunião com a procuradora regional do Trabalho Margaret Matos de Carvalho, a categoria apresentou insatisfação com algumas cláusulas do edital da Prefeitura que dificultam ou inviabilizam a contratação de cooperativas de catadoras e catadores pelo Município.

    • banner pcdlegal

    • banner audin
    • banner abnt
    • banner corrupcao
    • banner mptambiental
    • banner radio
    • banner trabalholegal
    • banner transparencia
    • banner estagio
    • Portal de Direitos Coletivos